Júlia Adele Dutra Olivier
Assessora de comunicação e estudante de jornalismo

30 de dezembro de 2021

A sociedade atual está cada vez mais sobrecarregada e doente. Um estudo realizado pela UFMG, UFLA, UFOP e UFV mostrou como a qualidade de vida dos brasileiros vem diminuindo nos últimos anos. Mas há hábitos que podem ser exercitados para uma vida mais saudável e agradável. 

Praticar YOGA/pilates ou alongamento:

Yoga é uma filosofia de vida que faz a junção das áreas espirituais, físicas e mental. Em uma sessão de yoga combina posturas, gestos e controles respiratórios.

Há diversos benefícios ao praticar yoga, como o ganho físico, mobilidade, flexibilidade e fortalecimento das articulações e musculaturas. Além dos benefícios para a mente, pois diminui o estresse e a ansiedade, melhora na concentração e na memória.

Já o pilates, oferece um trabalho global e integrado, levando a um bom condicionamento físico e uma maior consciência corporal. Dessa forma, ajuda para a correçã0 da postura, tonificação dos músculos, além da reabilitação e prevenção de dores e lesões.

A prática do pilates consiste em movimentos que trabalham o fortalecimento muscular e flexibilidade ao mesmo tempo, com gestos isométricos, que exigem uma respiração coordenada.

O alongamento é um conjunto de exercícios físicos que focam na preservação e aperfeiçoamento de flexibilidade muscular. Com a prática regular de alongamento, os músculos passam a suportar melhor as tensões diárias, prevenindo o desenvolvimento de lesões musculares e aumento da flexibilidade.

Dentre os diversos benefícios, estão: estímulo da circulação sanguínea e dos nutrientes no organismo, diminui as cãibras e diminui as tensões musculares.

Ser hidratado:

A água corresponde cerca de 60 a 70% da composição corporal humana e é fundamental para o bom funcionamento do organismo.

A quantidade de água que um ser humano precisa ingerir diariamente varia de acordo com a idade, peso, atividade física e estação do ano. Basta fazer um cálculo simples e a ajuda de uma tabela para saber a quantidade de água que deve ser ingerida.

ADULTOS

Jovens até os 17 anos

18 a 55

55 a 65

Mais de 66 anos

QUANTIDADE DE ÁGUA POR KG

40 ml por cada kg

35 ml por cada kg

30 ml por cada kg

25 ml por cada kg

Pessoas que praticam atividade física precisam tomar ainda mais de cerca de 500 ml a 1 litro de água por cada hora de atividade física.

A sede é um dos primeiros sintomas da desidratação, também são sinais a boca seca e a urina amarela-escura e com cheiro forte.

Há diversos benefícios ao consumir água todos os dias na quantidade certa, além de ajudar no emagrecimento, favorece a hidratação das fezes e melhora a aparência da pele.

A água é vital para a circulação sanguínea, no controle da temperatura corporal e na eliminação de resíduos através da urina. Apesar de muitos alimentos conterem água na sua composição, é importante o consumo da água na sua forma natural, pois a eliminamos do nosso corpo de diversas formas.

Meditar:

Na meditação toda a atenção é direcionada para o momento atual. Nesses minutos, a ideia é observar o corpo e as sensações, assim, levando ao relaxamento da mente.

A ação provoca uma reconexão com o interior, bem-estar e felicidade. Meditar mostra-se importante até para tratamentos complementar em alguns quadros clínicos de depressão e  ansiedade, pois ajuda na saúde física, mental, emocional, melhora a memória, aumenta a empatia e reduz o estresse.

Há quatro passos simples para começar a meditar:

  1. Escolher um horário que permita a presença 100% na prática;
  2. É importante evitar distrações desligando o celular, computador e estar em um ambiente tranquilo;
  3. Sentar-se de maneira confortável com a coluna ereta e com os olhos fechados.
  4. Começar prestando atenção na respiração, nos batimentos do coração e em todas as sensações do corpo. Se algum pensamento surgir, não se prender a ele, deixá-lo que vá embora.

Não é necessário ficar muito tempo praticando para sentir os benefícios, 10 minutos é o suficiente para conquistar os benefícios.

É ideal praticar a meditação diariamente, pois no início a mente irá querer fugir e é importante traze-la de volta, com calma e determinação. Meditação é hábito.

Praticar atividades físicas:

A prática regular de atividade física é capaz de melhorar a circulação sanguínea, fortalecer o sistema imunológico, ajudar a emagrecer, diminuir o risco de doenças cardíacas e fortalecer os ossos, por exemplo. Esses benefícios podem ser alcançados em cerca de 1 mês após o início da atividade física regular, como caminhadas, pular corda, correr, dançar ou praticar musculação.

As atividades físicas como caminhada ou musculação ajudam a fortalecer os ossos e as articulações por promover o crescimento ósseo e aumentar a resistência e a densidade dos ossos. Esse benefício é especialmente importante para a terceira idade pois ajuda a prevenir a osteoporose e a reduzir o risco de lesões, quedas e fraturas relacionadas com o enfraquecimento dos ossos.

Estimula a produção e a liberação de endorfina, que é um hormônio produzido pelo cérebro, que tem ação analgésica no corpo, o que ajuda a promover a sensação de bem-estar físico e mental.

Além disso, quando realizadas regularmente, as atividades físicas ajudam a aumentar o relaxamento, a melhorar a sensação de prazer, o humor, a autoconfiança e a autoestima, o que promove uma sensação de melhor qualidade de vida.

As endorfinas, a serotonina e a dopamina liberadas durante a atividade física ajudam a aumentar a disposição, melhorar a energia, a sensação de bem-estar e o estado de alerta, além de reduzir a sensação de cansaço. Os exercícios melhoram o fornecimento de oxigênio e nutrientes aos tecidos, o que aumenta a disposição e a energia para fazer as tarefas do dia a dia

Cuidado com a saúde mental:

Assim como praticar exercícios físicos e cuidar do corpo é importante, cuidar da saúde mental é outro ponto de extrema importância e que deve ter uma atenção redobrada.

Uma pessoa que está bem mentalmente não deixa de sentir emoções, tais como tristeza, raiva e frustração. Porém, ela consegue lidar com esses sentimentos de forma saudável, harmonizando os seus pensamentos e cumprindo com as suas obrigações de trabalho, relacionamentos, familiares e de amizade.

Cuidar da saúde mental é fundamental, visto que impacta diretamente na qualidade de vida da pessoa, no seu raciocínio, emoções, comportamentos e na maneira como se relaciona com os outros. 

Sempre é tempo de cuidar da saúde mental, e não apenas quando se nota que algo não está como deveria. O Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas: 9,3% da população, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde). Já os dados mais recentes do Ministério da Saúde apontam que 86% dos brasileiros sofrem com algum transtorno mental.

Buscar psicoterapia é um ótimo passo para o cuidado mental, mas também tem como buscar de outras formas, como: manter uma rotina organizada, tentar fugir de grandes stress, buscar autoconhecimento, se permitir relaxar e ter momentos individuais.

Boa alimentação:

Um cardápio balanceado ajuda o sistema imunológico; melhora o humor e a memória; reduz o cansaço e o estresse; aumenta a qualidade do sono; previne o envelhecimento precoce da pele; melhora o sistema digestivo; e fornece disposição e mais energia para as atividades diárias.

Uma alimentação saudável requer quantidades certas, sem exageros e também sem exclusões e alimentos que forneçam ao corpo: proteínas, carboidratos, gorduras, fibras, cálcio vitaminas e outros minerais. A diversidade de grãos, verduras, legumes e frutas deve fazer parte das refeições do dia a dia. É importante também evitar o consumo de alimentos industrializados. Na maioria das vezes, eles são compostos de substâncias que prejudicam o nosso organismo, como corantes, conservantes, sódio e açúcar em grandes quantidades.

 

Alimentação saudável é o mesmo que dieta equilibrada ou balanceada e pode ser resumida por três princípios: variedade, moderação
e equilíbrio.

Princípios da alimentação saudável:

  • Variedade: é importante comer diferentes tipos de alimentos pertencentes aos diversos grupos; a qualidade dos alimentos tem
    que ser observada.
  • Moderação: não se deve comer nem mais nem menos do que o
    organismo precisa; é importante estar atento à quantidade certa
    de alimentos.
  • Equilíbrio: quantidade e qualidade são importantes; o ideal é consumir alimentos variados, respeitando as quantidades de porções recomendadas para cada grupo de alimentos

Outras dicas importantes são:

  • ter horários para se alimentar;
  • substituir biscoitos por frutas;
  • optar por farinha integral, no lugar da branca, valendo para o consumo de bolos, pães e massas;
  • incluir gorduras saudáveis como coco, abacate, manteiga, castanhas, cacau e ômega 3; e evitar frituras.

ter boas noites de sono:

São inúmeros benefícios conhecidos e percebidos quando se tem uma boa noite de sono. Isso, porque, quando está dormindo, o organismo trabalha e aciona diversos sistemas no cérebro, refazendo conexões, ativando memórias, produzindo novas proteínas que ajudam no sistema imune e regulam a produção hormonal.

Para ter uma noite de sono considerada boa é necessário cumprir um ciclo que é chamado como “fase do sono”. São elas:

  1. Na primeira fase, a pessoa está adormecendo – em uma zona entre estar acordado e estar dormindo. Neste momento o cérebro está trabalhando de maneira irregular, o corpo relaxa e a respiração fica mais lenta.  
  2. O sono leve se inicia na segunda fase, quando a temperatura do corpo e os batimentos cardíacos diminuem.
  3. Na terceira fase, as ondas cerebrais diminuem seu ritmo e a pessoa entra em sono profundo.
  4. A quarta fase ocorre durante este momento desacordado e é quando organismo libera hormônios de crescimento, tecidos se recuperam e o corpo repõe a energia gasta.
  5. É na quinta fase que a pessoa começa a sonhar. O cérebro acelera novamente seu funcionamento e realiza uma espécie de faxina na memória, mantendo as informações importantes que foram recebidas no dia.

Dormir horas completas e necessárias de acordo com a idade ajuda a completar esse ciclo.

  • Adultos necessitam de 7 a 8 horas de sono de qualidade e em horários regulares por dia;
  • Adolescentes precisam dormir cerca de 8 a 10 horas diariamente; 
  • Crianças necessitam de 9 a 13 horas de sono a cada dia;
  • Bebês precisam dormir de 12 a 16 horas por dia.

Algumas dicas favorecem um sono tranquilo, sem interrupções, o chamado sono reparador. Hábitos podem ser introduzidos à rotina noturna que vão ajudar a dormir bem. Conheça alguns deles:

  • Ingerir um chá quente ou morno alguns minutos antes de deitar;
  • Evitar televisão, telefone, computador e aparelhos eletrônicos pelo menos meia hora antes de deitar;
  • Ler um livro;
  • Não fazer refeição pesada na hora do jantar;
  • Evitar ingerir alimentos ou bebidas que contenham cafeínas ou estimulantes.

Manter uma rotina de leitura:

É comum algumas pessoas dizerem que não tem paciência para ler um livro, no entanto, é tudo uma questão de hábito, de transformar a leitura em prazer. É importante encontrar o gênero literário que te agrade e os assuntos que te interessam, há uma vastidão de livros e autores de diferentes estilos.

Independente de como surge um leitor, o importante é que o crescimento no interesse pela leitura existe. Influenciados por diversas pessoas e motivos ou lendo por conta própria, uma pessoa que lê sempre tem a ganhar.  A questão não é discutir o teor de “qualidade” do que se lê, até porque qualidade é algo relativo e é importante respeitar os gostos pessoais de cada um. O ponto é o que a leitura pode fazer pela sociedade, mesmo que a passos lentos. 

O hábito da leitura proporciona muitos benefícios, como a possibilidade de viajar para inúmeros lugares, aprendizados e reflexões profundas, liberdade de pensamento, de informação e de criatividade, também permite ter empatia com personagens diferentes, pois é possível conhecer realidades diferentes, podendo aprender a se colocar no lugar do outro.

A leitura diária também permite estabelecer uma conexão entre as palavras que são lidas e as usadas oralmente. Adquire-se, também, a facilidade de se comunicar e de escrever melhor.

Ler diminui o estresse diário e proporciona diversão e entretenimento. A liberdade que a leitura oferece faz pensar fora da caixa, exercitando o pensamento crítico e a capacidade de refletir sobre conflitos.

Contato com a natureza:

Com as rotinas agitadas, o contato com a natureza foi deixado de lado, porém há diversos benefícios à saúde. É importante para o bem-estar físico e mental, pois alivia o estresse, melhora o desempenho e o humor.

Entrar em contato com a natureza reduz a exposição as partículas poluentes dos grandes centros e permite uma respiração mais pura.

A exposição ao sol faz com que a vitamina D seja metabolizada, e é fundamental para o bom funcionamento do corpo.

O excesso de informações e de tecnologia reduz a capacidade de concentração. Passar um tempo em contato com a natureza, sem interferência tecnológicas, ajuda a focar mais e a realizar melhor qualquer tarefa.

Para poder entrar um pouco em contato com a natureza diariamente é recomendado deixar a casa mais verde, cultivar uma horta caseira, ter uma planta no escritório e ir em floriculturas ou horticulturas.

Algumas atividades físicas também podem ser feitas em ambientes externos, como, corrida/caminhadas, yoga, ciclismo, calistenia, passeio com o pet, piquenique e leituras.

praticar a criatividade:

Um grande mito relacionado à criatividade é relacioná-la apenas ao campo artístico. No entanto, pode-se usufruir dessa habilidade para resolver questões do cotidiano e no trabalho, independentemente da área de atuação. A criatividade é importante no dia a dia.

Um estudo conduzido por psicólogos, em 2016, relacionou a criatividade com a sensação de bem-estar. Os participantes da pesquisa relataram diariamente quanto tempo gastaram em atividades criativas – se expressar de maneira original, realizar práticas artísticas, dar novas ideias. Os especialistas chegaram à conclusão de que se empenhar em comportamentos criativos eleva o bem-estar no dia seguinte.

Há diversos benefícios a prática da criatividade, como:

  • Ser capaz de encontrar soluções para os problemas do dia a dia;
  • Conseguir se destacar âmbito profissional;
  • Desenvolver um novo olhar para o que te cerca;
  • Conseguir se expressar melhor;
  • Enxergar o diferente nas pessoas próximas.

O processo criativo consiste em cinco etapas:

  1. Identificação do problema;
  2. Preparação ou reflexão sobre o problema;
  3. Incubação, quando o inconsciente tenta achar uma solução;
  4. Iluminação, quando se tem as ideias geniais;
  5. Elaboração e verificação é quando começamos a dar forma à ideia, aprimorando os detalhes para que de fato ela se torne uma solução.

Cultivar laços sociais positivos:

Ter amigos faz bem à saúde. Apesar de parecer óbvio, já existem pesquisas científicas que comprovam que a saúde mental melhora conforme se investe no convívio social e divide a vida com pessoas queridas. Em qualquer fase, o convívio é importante.

Crianças precisam da presença de outras crianças para que seu desenvolvimento seja saudável e elas criem empatia. Adolescentes começam uma jornada pela sua identidade e encontram isso em grupos e tribos com prazeres parecidos. Adultos merecem esses encontros para escapar da rotina pesada do trabalho e a amizade durante a terceira idade ajuda a afastar sentimentos de solidão.

As pessoas que envelhecem dedicando tempo para encontros felizes com pessoas queridas e cultivam essas relações de afeto para suas vidas, encontram a receita para uma vida longa e feliz.

A convivência social ajuda nos desenvolvimentos de:

  • Habilidades de linguagem e diálogos;
  • Elevação da autoestima;
  • Fortalece as habilidades de aprendizado;
  • Resolução de conflitos;
  • Redução de estresse;
  • Diversão;
  • Sentimento de pertencimento.

Assine nossa newsletter

Inscreva-se e receba mensalmente as novidades, projetos e processo de recrutamento do nosso núcleo.

Somos um núcleo pleno do

divinopolis@esf-brasil.org