Monise Xavier
Assessora de comunicação

15 de dezembro de 2021

Com a chegada do fim de ano e o número de casos de Covid-19 diminuindo consideravelmente muitas pessoas tem aproveitado as festas de fim de ano e se reunindo com amigos e familiares. Apesar de o cenário atual mostrar pela primeira vez, desde o início da pandemia, uma perspectiva de queda na crise sanitária, o verão e a aglomeração desenfreada são fatores alarmantes. Com o avanço da vacinação muitos brasileiros se sentem mais confiantes para se encontrar após quase dois anos de privações. Contudo, a nova variante que avança pelo mundo, a ômicron, tem preocupado muita gente e adiado o fim precipitado das medidas de segurança necessárias.

A cautela e monitoramento nesse momento é crucial para que cada vez mais a normalidade seja estabelecida e se possa voltar a totalidade das atividades o quanto antes. Diante de todos esses fatores, se torna necessário manter os devidos cuidados que a Covid-19 impõe.

Alguns cuidados à serem tomados:

  • tomar a segunda dose da vacina em dia;
  • acompanhar o calendário de vacinação da sua cidade e assim que for apto para a terceira dose, se dirigir ao posto de vacinação na data marcada;
  • não abandonar o uso do álcool 70% e lavar as mãos frequentemente;
  • manter o uso de máscara, retirando-a somente para comer e beber, dando preferência para a PFF2;
  • ter um saco para guardar a máscara quando estiver comendo ou bebendo e a manter limpa e seca entre os usos;
  • ter uma máscara limpa extra, para o caso de necessidade de troca (tempo de uso, umidade ou sujeira);
  • reunir em lugares abertos;
  • manter ambientes internos arejados, com portas e janelas abertas;
  • evitar música alta para que as pessoas não tenham que gritar ou falar alto. Caso alguém esteja contaminado com o vírus, lançará um número maior de partículas virais no ambiente;
  • reunir com poucos participantes, preferencialmente pessoas que já fazem parte da sua convivência diária;
  • procurar manter distanciamento de pelo menos 1,5 metro entre convidados;
  • organizar os pratos da ceia em uma mesa única, onde os convidados não tenham contato direto de respiração;
  • acomodar os convidados de forma espaçada ou em mesas restritas aos núcleos familiares;
  • pratos, copos e talheres devem ser de uso individual;
  • não comparecer a festas se estiver com sintomas gripais;
  • idosos e imunossuprimidos devem ter cautela extra, evitando contatos sem proteção com outras pessoas
  • se manter sempre informado sobre o boletim epidemiológico da sua cidade.

Por mais que fim de ano seja momento de se encontrar e de socializar não se deve permitir que o vírus volte a se alastrar, os cuidados são essenciais para a saúde coletiva do país. Não deixe de se cuidar!

Assine nossa newsletter

Inscreva-se e receba mensalmente as novidades, projetos e processo de recrutamento do nosso núcleo.

Somos um núcleo pleno do

divinopolis@esf-brasil.org